06/08/19

seiva


Transformar o sangue em seiva.
Os braços em ramos. As mãos em pássaros.
Depois partir num voo de marcos, mundo, marés.
E encontrar-me aos poucos onde me deixei cair.
E reconstruir-me depois de mim, inteira.
Plantar-me outra vez na vida.

7 comentários:

mz disse...

Que bonito!

luisa disse...

E renascer. :)

noname disse...

Ui, como era bom, se fosse assim :)

Boa noite, Laura

Gaja Maria disse...

Um passo de gigante. Mas consegue_se. Bjs

Cherry disse...

Que bonito!
Adoro a estética do teu blog <3.
Beijinhos
Blog: Life of Cherry

ana disse...

uma fénix.
Beijo, Laura

Andreia Morais disse...

Que lindo *-*

Arquivo