03/11/08

chorar com filmes

chorei a 1ª vez com o Bambi, porque ele tinha perdido a mãe e no universo dos meus 6 anos perder a mãe era assim a coisa mais terrível que me podia acontecer, isso e não poder “escrever” nas costas das receitas de próteses dentarias do meu pai.

depois fui chorando ao longo dos anos com outros filmes.
já me aconteceu chorar de maneira diferente com o mesmo filme.
choro com o “e tudo o vento levou” quando a scarlett chega a tara, depois daquela viagem atribulada e aí é a musica que me faz chorar e choro aos soluços.

choro com a familiaridade da “música no coração” e das memórias que cada palavra da letra encerra e choro e rio ao mesmo tempo.

choro com imagens fotográficas de certos filmes.
com as mulheres do almodovar, com o azul do “bonjour tristesse”.
choro com diálogos pequenos de homens e mulheres
choro com a simplicidade
choro com imagens de nova Iorque
e ultimamente deu-me para chorar com historias de amor.

gosto de chorar com filmes.
é uma maneira de chorar acompanhada.

7 comentários:

Patti disse...

Chorei a primeira vez com os 101 dálmatas. E ainda hoje choro, não com eles, mas com os outros filmes todos. E ainda bem.

Secreta disse...

Há filmes que nos tocam , alguns , muito mais do que desejariamos :)

blue disse...

por aqui, quem sempre chorou com os filmes foi o rapaz da casa!

(orapaz crescido, sublinhe-se)

a rapariga, ou seja, eu, só ás escondidas :))

Nini disse...

O filme que mais me faz chorar é o meu! O filme da minha vida, e a minha necessidade imperativa de dramas!
Mas... O "Message in a bottle", "Armagedon" e o "E tudo o vento levou", depertam em mim um vendaval de lágrimas avassalador!

Gasolina disse...

Agora percebo porque o meu Tejo se enche até ao teu Douro...

Nós fazemos mesmo, mesmo, muitos filmes...ainda bem. É por isso que gosto de ti.

Um beijo.

PS.: Sabes que truque uso? Aperto a lingua contra o céu da boca... mas não digas a ninguém.

clara branco disse...

Gosto dos filmes que nos fazem rir, mas principalmente daqueles que nos fazem chorar... Sempre chorei com alguma facilidade, pelo que não me lembro do primeiro filme em que chorei, talvez o Clube dos Poetas Mortos... Agora, aquele que ia sinceramente provocando uma inundação, foi "As pontes de Madison County". Ui, que filme!

R. disse...

ai o azul do "bonjour tristesse".

Arquivo