29/12/09

no sense

o que é que eu faço a isto tudo que sinto ao mesmo tempo e me põe gorda na cabeça pois quero deitar cá para fora e não consigo penso coisas alegres e tristes tenho vontade de me atirar de um prédio para voar e tenho vontade de comer o papel que escrevo e tudo isto porque tenho tanta coisa na cabeça que me entonteçe e assusta e se ao menos eu pudesse arrotar umas palavras para me aliviar era bom mas não quanto mais cheia me sinto mais penso deve ser das palavras que já tenho que ficam a ruminar e dão à luz outras parecem vermes ou ratos ou então nascem espontaneamente ainda não consegui descobrir mas nestes dias em que me sinto assim tenho vontade de montar um negócio uma mini empresa que importe palavras e faça embrulhos riquinhos de palavras gourmet para ficar rica e me poder dar ao luxo nestes dias de ficar em casa deitada no sofá com os meus cadernos e os lápis os aguças e as borrachas e escrever escrever escrever até ficar enjoada e cair de cansaço e voltar a acordar e voltar a escrever num ritual que ao outros pode parecer surreal ou psicótico mas que a mim me faz uma mulher magra feliz e sem olheiras.

10 comentários:

Mika disse...

Fazes exactamente o que fizeste...
escreves sem te importares com as normas que nos normam...com os pontos dos ís que também servem para os finais parágrafos ou negros ou todos os outros que nunca mais chegariam ao fim...
Se te serve de consolo, tiveste, precisamente antes de acabares o post, um momento desses.
E o resto? existe?
Abraço e excelente 2010

Miguel

Graça Pires disse...

Há dias assim...
"escrever escrever escrever até ficar enjoada e cair de cansaço".
Pode fazer bem.
Um beijo e um ano Novo Melhor.

Anónimo disse...

Gosto do mesmo e detesto ser interrompida por assuntos banais. Fico logo irritada lol

Venho desejar um óptimo Ano Novo para ti!

Bj

Breve Leonardo disse...

Não resisto a partilhar, Amiga Laura, uma mensagem “urgente” que a Amiga Rejane me enviou; partilhá-la é o mínimo que posso fazer, possa ou não ser “prematura”, tamanha declaração:

“Depois de uma séria e cautelosa consideração, gostaria de notificar a renovação do nosso CONTRATO DE AMIZADE, para o ano de 2010 e seguintes…

“Nunca desvalorize ninguém…
Coloque cada pessoa perto do seu coração
Porque um dia você pode acordar
E perceber que perdeu um diamante
Enquanto estava muito ocupado a coleccionar pedras”

[Mande este abraço para todos os que você não quer perder em 2010, adverte-me a Amiga Rejane: é meu dever, minha tão grande obrigação…]

Um imenso abraço

Leonardo B.

lysa disse...

:)

Joanne disse...

Chama-se reciclagem espiritual! =) Feliz 2010! Boas escritas!

blue disse...

uma boa receita para o ano novo :)

Flipmora disse...

Bom ano novo. Todas as palavras importam.

Anónimo disse...

Nada como um bom nonsense em certos dias!

Arábica disse...

...uma micro empresa de no sense para rasgar o senso comum anestesiante.

Abraço

Arquivo