26/05/11



Porque há coisas que simplesmente encaixam.
Objectos, músicas, ideias, imagens, conversas.
Encontrar uma boca que encaixe noutra é difícil.
E quando digo “encaixe” refiro-me à peculiaridade de um simples beijo.
À forma como duas bocas, quando se beijam
se embalam na sintonia própria das coisas inevitáveis
e respiram como se fossem uma só.
E quando digo “encaixe” refiro-me à certeza que aquele beijo
quer simplesmente dizer:
"passei a minha vida à procura da tua boca".

2 comentários:

Camomila disse...

:) só assim faz sentido. e beijos desses são tão raros.

Mar Arável disse...

Pintar os teus lãbios

e depois respirar

com a boca na tua boca

Arquivo