29/01/12

meet you at nyc

"...e teve vontade de lhe dizer que gostava de acreditar que a estrada que ele havia seguido até ali tinha sido só uma de ficar mais perto da dela; mesmo que a não tivesse cruzado quando a cruzou não haveria problema porque sim, mais cedo ou mais tarde tirariam a mesma fotografia, olhariam, em dias diferentes, para o mesmo quadro numa exposição, ouviriam a mesma música a km de distância, veriam um filme diferente em diferentes sítios do mundo e saberiam ambos, da existência um do outro porque há coisas que simplesmente têm que acontecer."

Sem comentários:

Arquivo